Bohemian Pilsener

pilsenerA história desta cerveja começa em Plzen na região de Boémia na Republica Checa, em 1838. Nesse ano os Mestres Cervejeiros verteram na principal praça da cidade 36 barris de Ale. A cerveja estava tão contaminada que decretaram que devia ser deitada fora. Mesmo com cerca de 800 anos de experiencia os Cervejeiros de Plzen tinham dificuldade em conservar aqueles Ales que eram propícios a contaminações de outras leveduras e bactérias. Após este acontecimento reuniram-se para tentar resolver o problema e criar uma cerveja que não tivesse estes problemas. Para tal contrataram um monge da Bavaria para lhes ensinar a arte de Lagering, fermentação a baixas temperaturas, e em 1842 foi produzida a primeira Bohemian Pilsener. Era diferente dos Ales que eram feitos até então, com cor mais clara mais leve e refrescante. Foi tão popular que se espalhou por todo o mundo.

Não há nada como uma revolução cervejeira para avivar aquilo que é um produto de pura qualidade e mestria, de maneira que a Faustino Microcervejeira não sendo diferente no que toca a quebrar conceitos produz uma Bohemian Pilsener sob a Marca Maldita. Caracteriza-se por uma doçura suave que contrasta com o seu amargor. Apresenta aromas a citrinos e a especiarias. É bastante leve e fácil de beber. Tem uma cor âmbar e uma espuma branca duradoura.

Esta cerveja brilha no Beer Pairing, pois conjuga-se com uma imensidão de comidas. Fica bem com tapas e outras entradas, com marisco e sabores salgados. As carnes brancas também são uma boa escolha e no fim da refeição pode beber-se com sobremesas de frutas ácidas.